Semifinal, aqui vamos nós


O Palmeiras avançou para a semifinal da Copa do Brasil, depois de 13 anos, vencendo o Atlético-PR por 2 x 0 na Arena Barueri. Agora é só aguardar para conhecer o adversário.

Como imaginei, e escrevi no pré-jogo, o Palmeiras entrou em campo sem surpresas, somente Betinho no lugar de Barcos. O jogo começou e pareceu que a tensão ia ser do início ao fim, com os jogadores do Atlético-PR fazendo boas jogadas de infiltração e errando no toque final, porém aos poucos o Palmeiras foi encaixando a marcação e o adversário já não conseguia ser perigoso. O problema era que nosso ataque não armava nada, o meio campo parecia tenso na saída de bola e o único que tentava algo diferente era Mazinho na velocidade, mas sem companheiro de qualidade (Barcos) ficou complicado até para Valdívia armar o time.

Assim como no jogo em Curitiba, o Palmeiras voltou para o segundo tempo com outra postura e muito mais ligado, não deu espaço ao Atlético que acabou recuando. Valdívia conseguia jogar mais solto e encostando no Mazinho, o domínio da bola era total do Palmeiras, faltava transformar esse domínio em perigo de gol. A entrada de Luan no lugar de Betinho era natural, porém Mazinho ocupa a mesma faixa de campo, se tornando lógica a entrada de Maikon Leite.

O amuleto mal entrou e já fez uma bagunça pelo lado direito, deu drible da vaca e tocou para Valdívia que ajeitou para Luan fuzilar para o gol. O segundo gol veio ao natural, o Palmeiras continuava com seu jogo e não dava chances para o Atlético, então em jogada de escanteio, Henrique aproveitou a casquinha de Valdívia e tocou para as redes. Com 2 x 0 no placar foi só esperar o fim do jogo.

A vitória com V maiúsculo é boa para o restante da competição, nosso próximo adversário deve ser o Grêmio que venceu o Bahia por 2 x 1 fora de casa, que venha o Grêmio, o Luxemburgo e o Judas.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação