Resposta de ouro de Belluzzo


"Sobre o contrato da Adidas assinado em dezembro de 2010, quando eu era o presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras, informo que os valores à época nos deixava como o segundo clube no país com o maior contrato de patrocínio junto a uma empresa de material esportivo, atrás somente do Flamengo.

Seguem os valores do contrato: R$ 17 milhões em 2011, R$ 17 milhões em 2012, R$ 17 milhões em 2013, e R$ 19 milhões em 2014. É importante ressaltar que o contrato anterior vencia em dezembro de 2011. O que fizemos foi atualizar os valores. É isso que uma gestão deve fazer.

Cabe, portanto, a quem me sucedeu, atualizar o contrato de acordo com mercado atual, se concluírem que os valores estão defasados. Mas o Piraci e o Mustafá devem estar com saudades do acordo que fizeram com a Rhumell. aquela marca pirata que ambos transformaram em oficial e até hoje o contrato é um mistério, já que ninguém nunca viu."


A resposta foi perfeita ao Diretor Jurídico Piraci que falou besteira no Twitter. Claro que Belluzzo teve graves problemas na sua gestão, principalmente em não afastar alguns "políticos" do Palmeiras, mas valorizou a marca Palmeiras (marketing voltou a funcionar) em sua gestão, fez bons contratos e apostas que acabaram não dando certo.

Sobre a Adidas, apesar de ser citada de forma absurda, vale ressaltar que somos um dos clubes que mais vende camisas no MUNDO. Aqui voltamos a discussão de má administração.

NO BRASIL:
Em 2010 (dado oficial mais atualizado), vendemos 1,027 milhão de camisas, só um pouco atrás de Flamengo e Corinthians (1,3 milhão e 1,038 milhão, respectivamente). Se fizer análise proporcional a torcida, lideramos.

NO MUNDO:
Em 2009 eramos o 5º clube da Adidas que mais vendia camisas no MUNDO, atrás de Real Madrid, Milan, Chelsea e Bayern de Munique. Mercado estabilizado e crise financeira na Europa dão conta que não houve muita evolução nas vendas para os clubes Europeus em 2010. Assim, o Palmeiras subiu ao 2º lugar da Adidas no mundo, atrás apenas do Real Madrid (1,5 milhão de camisas vendidas), os outros clubes citados estão na casa de 900.000 camisas vendidas.

VALORIZAÇÃO:
A valorização deveria ser discutida internamente e não criticando uma parceira publicamente via twitter, uma boa administração deve "atualizar o contrato de acordo com mercado atual, se concluírem que os valores estão defasados", como disse Belluzo. Houve interesse do Grupo Vulcabrás (Reebok/Olympikus) no Palmeiras, basta usarmos isso a nosso favor.

Outro fator complicado é a rede de franquias do Palmeiras (será da Meltex, que venceu a concorrência, que pagará R$ 20 MI em adiantamentos e luvas), aprovada em 28/09/2011, até agora nada.


PESQUISA: Não deixem de responder essa pesquisa, me ajude a conhecer o perfil de visitantes e personalizar ainda mais o conteúdo do site.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação