Felipão abre guerra ao DIS


Felipão tornou pública toda a sua insatisfação ao Grupo DIS e demais "ladrões do futebol Brasileiro. Alguns trechos do que Felipão disse.

"Não é coincidência (o corte). Eles que pensem o que quiserem. Não é coincidência".

"Vinícius é um bom menino. Mas daqui um ano, um ano e pouco, termina o contrato. A direção já vem há três, quatros meses procurando para renovar. Não é do interesse. Então, tenho de trabalhar com outros meninos que o Palmeiras vai ter utilidade no futuro. E não para uma empresa"

"Se o jogador tiver cabeça, não atrapalha. Temos conversado e o menino tem entendido a situação do Palmeiras. O Palmeiras gasta há seis anos com ele. Não é porque alguém chega com um carro e prejudica o Palmeiras. Vamos ver o que pode acontecer"

"O que não vão poder falar é que eu não cuidei dos bens do Palmeiras. Cuido como se fosse minha casa, e o Vinícius é um bem do Palmeiras. Existe agora uma agiotagem, um roubo que no futebol brasileiro está demais. Vou trabalhar para o Palmeiras se quiserem. Quando for para ajudar os grupos que nos cedem atletas, podem ter certeza que também vou fazer. Vieram alguns senhores que assistiram aos treinos e viram os garotos que foram apresentados como jogadores do Palmeiras, não de grupos"

"Não estão sendo prejudicados. Quando trabalho no dia a dia, me dedico, dou informações e passo tudo o que acho que é para o crescimento. Quando recebem informações e isso não condiz com o que tem sido feito, não dou informação alguma. Eu decido quem vai para a base ou não, quem vai jogar. Em alguns clubes já não entram. Pode ser que aqui as portas possam fechar. Não gosto de brigar. Mas quando entro na briga...".

"Não sou contra grupos. Trabalho, faço tudo direitinho para o Palmeiras com concordância de A, B ou C. Quero a retribuição dessas pessoas também ao notarem que um trabalho feito em dois, três, cinco anos, precisa ser dado ao Palmeiras o valor desse investimento. Quero a situação correta"


Dou todo o meu apoio a Felipão.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação