CT de São Roque, e aí?


Ano passado foi anunciado a construção do CT de São Roque há 60 KM da capital, com terreno cedido pela Prefeitura e recursos de Lei de Incentivo Fiscal (cerca de R$ 30 MI) e o projeto já aprovado pelo Ministério do Esporte. Seriam feitos, além dos campos de treinamento, alojamentos para cerca de 80 atletas da base e também na pré-temporada, quando necessário, para a equipe profissional.

A parceira da obra é a Construtora Carbone, o escritório de advocacia Pinheiro Neto e a agência de marketing Brunoro Sport Business, de José Carlos Brunoro.

As obras eram para iniciar no início deste ano, mas até agora nada. O projeto já era dado como "engavetado", principalmente pela maneira que o atual Presidente Tirone falava dele, mas voltou a ser foco nesta semana. Falam que faltam licenças ambientais, coisas que só demoram aqui, pois nossos rivais conseguem os "malditos papéis" muito mais rápido. Será que ainda é o fax?

Tirone: "No fim do ano começa, só estamos revendo algumas coisas no projeto, o que é normal. É como aconteceu em outros casos, até mesmo da Arena. Estou tomando conhecimento de tudo para poder dar prosseguimento. Mas esse CT é uma necessidade e vamos construí-lo."

Incrível como a Política do Palmeiras se aproxima da Política Brasileira. Tudo que é feito pela antiga gestão é necessário passar por nova análise, para depois falar que melhoraram "um e outro ponto", esses pontos raramente chegam com clareza ao torcedor, normalmente é em benefício dos próprios Conselheiros.

Citando outro exemplo (além deste CT e da Arena) temos o Programa Avanti que foi congelado para reformulação, realmente necessário, mas esperamos que finalmente o Programa seja algo que alavanque associados.

Quanto ao projeto de São Roque, vamos torcer que saia o mais rápido possível.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação