Vergonha

O que aconteceu ontem em Sete Lagoas foi vergonhoso. Desde sempre o Sr. Lambança, faz lambança, é só começar assistir aos jogos deste cidadão e ver quanta coisa duvidosa ele faz enquanto apita. Enfim, não preciso escrever, vou só publicar a matéria de Mauro Cezar Pereira, em seu blog na ESPN.

No cruzamento sobre a área palmeirense, Obina percebeu que jamais alcançaria a bola e, com Márcio Araújo por perto, se atirou pateticamente no gramado. O apitador carioca apontou a marca penal e o centroavante cai-cai igualou o placar. Um absurdo, como a existência de um emblema da Fifa no peito desse mesmo árbitro em todos os jogos dos quais participa. Assim vão acabar com o futebol brasileiro. E há quem ache isso normal...

Erich Bandeira, o auxiliar número dois de Marcelo de Lima Henrique, não assinalou impedimento de Lincoln no lance em que o árbitro marcou pênalti no palmeirense e voltou atrás após conversar com o próprio assistente. Se ele observou a posição irregular do jogador, o que explica não ter chamado a atenção na hora? Por que não levantou a bandeirinha? A marcação, ao final, foi correta, mas a maneira como tudo aconteceu merece maiores explicações.


Espero que esse Sr. seja duramente punido, e nunca mais apite jogos do Palmeiras, já o Atlético-MG vai desejar por muito tempo esse companheiro do lado.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação