Clima de guerra

Os Paranaenses estão fazendo de tudo para transformar o jogo de volta em uma verdadeira guerra. Desde o jogo em São Paulo que tudo isto é claro.

Primeiro ato: A falta do Manoel no Marcos (em escanteio), rola toda a confusão que você já conhece e está cansado de ler. SE o juíz tivesse marcado a falta. Ou, SE o Danilo tivesse caído na cabeçada...

Segundo ato: Manoel sai de campo, questionado sobre a confusão e o pisão que deu no Danilo, afirmou que tudo era lance de jogo e que estava tudo certo.

Terceiro ato: Influenciado pela Diretoria/advogados e etc, o zagueiro Manoel vai à delegacia para fazer queixa de racismo por parte de Danilo.

Quarto ato: Imagens e áudio confirmam a acusação. Lincoln afirma que Danilo teve a família (mãe) ofendida.

Quinto ato: Danilo, corretamente, vai à delegacia e presta depoimento, sem ter sido solicitado, e mais tarde cede entrevista coletiva, responde tudo e atira contra a Diretoria do Patético.

Sexto ato: Manoel, covarde, cede entrevista e diz estar muito abalado e nem consegue dormir. Claro, tudo faz parte do show, que ele mesmo tinha encerrado ao fim do jogo no Palestra ao dizer que tudo era lance do jogo.

Sétimo ato: Torcida, de uma das cidades mais preconceituosas (leia mais no Blog do Divino), fará protesto de cara pintada.

O oitavo ato, provavelmente será no jogo da Arena da Baixada. Aos que se esquecem fácil das coisas, no ano passado pela Libertadores, a diretoria e os torcidores do Ixpó criaram um clima de guerra para os jogos da Libertadores. E o fim todos já conhecem.

Querem guerra? Terão!

2 Comentários até agora.

  1. Dinonelson escreveu:

    Não é de hoje que a diretoria atleticana cria casos com os adversários, como foi na transferencia de Dagoberto para o São Paulo e é agora com o caso Danilo, para desviar o foco dos erros próprios do clube, a torcida atleticana, infelizmente acaba indo na mesma onda da diretoria e temos atitudes imbecis como está... Agora do que vai adiantar tudo isso? Vai mudar alguma coisa? Não. O que aconteceu, aconteceu, cada atleta vai pagar pelo seus atos e em um país culturalmente racista(quem nunca "brincou" com um amigo negro, fez piadas sobre a cidade de nascimento de alguém e várias outras atitudes que podem parecer inocentes, mas não são) querer protestar pintando o rosto de preto é querer tapar o sol com a peneira...

  2. Guto escreveu:

    A minha preocupacao é que sempre quando o Palmeiras vai a Curitiba ele é roubadoooo..
    Lembra o ano passado aquele golaco do Obina anulado pelo Alicio Pena junior contra os pateticos e contra o Coritiba aquele penalti dado pelo Evandro Rogerio Roman que nao exestiu...

    Mas aki é Palmeiras!
    Vai Palestra

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação