Imprensinha, e os 2 casos idênticos

Não precisei esperar muito, hoje de manhã já sentíamos como a imprensa trata diferente 2 casos iguais.

Sábado, jogo do SPFW, 2 jogadores distribuem socos e tapas.
Resultado? Cartão amarelo aos dois.
Imprensa? Mal falaram, e quando citado sempre vinha de um "MAS SAÍRAM ABRAÇADOS DE CAMPO". A repercussão não durou NADA, acabou no mesmo instante do lance, depois do teatro feito pelos bambis.

Quarta, jogo do Palmeiras, 2 jogadores distribuem socos e tapas.
Resultado? Cartão vermelho aos dois.
Imprensa? A imprensa entrevista jogadores de outros times, como Cruzeiro e Corinthians (entre outros), vão ao Presidente do Palmeiras e quase ao Papa. As notícias e imagens em sites esportivos tem 3 cores (vermelho, branco e verde) e 2 nomes: Maurício e Obina. Todos comentando o ABSURDO da agressão entre jogadores do mesmo time, reprises são feitos constantemente em um mesmo jornal.

Caros, não quero aqui questionar a arbitragem, Héber fez o correto e o juíz do jogo bambi errou. Mas quero mostrar a total imparcialidade da imprensinha. São casos iguais!!! Porque não repercutem igualmente???

Gostaria de fazer um levantamento de notícias e textos em blogs falando dos dois casos, para comparar, mas pegarei apenas 3 exemplos. Mas não se questionem, IMPRENSINHA, o motivo da torcida do Palmeiras cantar em alto e bom som para todo o Brasil, um salve.

Benja
Caso do SPFW:
"Teve até discussão entre o André Dias e o Hugo, mas os dois depois do jogo saíram de campo abraçados." (Nota do Blogueiro: A briga, nesse caso, se transformou em discussão)
Caso do Palmeiras:
"Maurício e Obina saíam de campo num tremendo bate-boca quando os dois resolveram saír na mão! O zagueiro tentou dar um tapa na cara do Obina que devolveu com um soco." (Nota do Blogueiro: Vejam como mudou)

Birner
Caso do SPFW:
"Na atuação digna de um campeão, talvez tenham ocorrido apenas duas falhas. As de finalização, já citadas, e uma, de marcação na bola aérea, que terminou com o entrevero entre André Dias e Hugo. Eles se agrediram (soco de raspão do zagueiro e tapa, também não de mão cheia, do companheiro)." (Nota do Blogueiro: O "entrevero" de um "soco de raspão" e um "tapa, não de mão cheia")
Caso do Palmeiras:
"Quando seus jogadores caminhavam ao vestiário, Maurício e Obina discutiram por causa do lance do gol. O zagueiro tentou dar um tapa no centroavante que fechou a mão para dar um soco no “companheiro”. Na entrada do vestiário, encobertos pelo túnel de proteção, brigaram." (Nota do Blogueiro: Aqui foi diferente, falou a verdade, com aquele tempero todo especial dedicado ao Palmeiras)


PAUL - INHO
Caso do SPFW:
"De curioso a discussão de André Dias com Hugo, absolutamente desnecessária, e que tirou ambos da próxima partida, após receberem o cartão amarelo." (Nota do Blogueiro: Veja que o caso foi curioso, e novamente uma simples discussão)
Caso do Palmeiras:
"Para piorar a situação, dois irresponsáveis, Obina e Maurício, trocaram socos e foram expulsos, com justiça, antes do início da segunda etapa. Merecem punição exemplar da diretoria palmeirense." (Nota do Blogueiro: Aqui o papo muda, foram irresponsáveis, trocaram socos e devem ser punidos!)

5 Comentários até agora.

  1. porcopedia escreveu:

    Perfeito seu texto.
    Mostra a cara nojenta dessa imprensa esportiva de merda.

    Só não entendi porque citou o tal do Paulinho. Vitor Birner e Benajmin Back, são desprezíveis mas pelo menos estão em veículos de comunicação. O outro fala pra claque dos juquinhas.

  2. Binóculo Verde escreveu:

    Grande Fernando...

    Ótimo post, mais uma vez!

    Pensei em ter escrito algo parecido, mas sou tomado por um desânimo muito grande.

    Preciso encontrar energia pra continuar brigando com essa gente e mandando a todos para a PQP.

    Por acaso percebeu que o pequeno blogueiro Paulo utilizou o mesmo título de post que o meu?

    http://binoculoverde.blogspot.com/2009/11/ejaculacao-precoce.html

    Falta de criatividade!!!!

  3. Fernando Kamers escreveu:

    Notei sim, uma coisa linda! haha

  4. Salve.
    Só passei para deixar um oi.
    Abraços.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação