Espírito do guerreiro

Por Thiago Salata do Lance!

O guerreiro está fora de combate, mas não foge do campo de batalha. Pierre fez questão de ir ao vestiário do Palmeiras antes da vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, no sábado.

Andando de muletas, quase um mês depois da cirurgia no tornozelo esquerdo, o camisa 5 foi obrigado pelos companheiros a puxar o tradicional grito de guerra. O gesto de incentivo é a marca do volante no grupo.

– Eles falaram: “Se você está aqui, você vai fazer o grito de guerra”. Eu até brinquei, dizendo que estava de muletas e não poderia apoiar o pé no chão. Eles falaram: “Se vira!” – contou Pierre, que atendeu ao LANCENET!, na Academia de Futebol.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação