Apertado, mas não dá nada

Edmilson: "Tomar sufoco é normal, porque o time que está perdendo coloca até três atacantes às vezes para vencer no fim. O mais importante é jogar quando tiver a bola e não perdê-la na frente. O Brasileiro é assim, difícil. Os times são muito parecidos, muda pouca coisa. Alguns têm a parte individual mais forte, mas está muito equilibrado e é parelho"

"A gente nunca quer que seja sofrido, mas acaba acontecendo pelas circunstâncias do jogo. Algumas coisas fazem com que a equipe possa estar sofrendo. Você pode jogar com o último ou com o primeiro, é a mesma dificuldade dentro de campo"


O Palmeiras, em casa, na era Muricy, venceu todos os jogos por 1 gol de diferença. A diferença é que o resultado vem, o que é o mais importante: os 3 pontos.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação