O futuro do Palmeiras


A torcida está feliz.
A diretoria está feliz.
Os jogadores estão felizes.

Futebol é resultado e todo mundo sabe disso.

Pode-se eternizar alguém desconhecido.
Pode-se desmoralizar um renomado.

Jorginho vem fazendo o dele, sem mistérios, até porque não precisa. Mas o fato é que o mesmo vem de bons resultados, aí, tudo é maravilha, todo mundo merece ser efetivado e o mesmo se torna o melhor do mundo.

Não estou colocando a prova a real qualidade de nosso interino, mas o mesmo não pode ser tão idolatrado por "nada". Falta muito, aliás, falta tudo. Os jogadores não fazem campanha por Jorginho, eles apenas o elogiam e dão força ao seu trabalho.

Pesa, talvez, o financeiro. Mas não devemos nos iludir. Vamos pensar lá na frente. No ano que vem, e daqui há 5 anos.

Porque não fizemos de Jorginho (ou de um ídolo) o nosso futuro? Deixe-o como 'estagiário', amadureçam-o dentro de nossa casa, tornem-o o nosso futuro.

Na minha humilde opinião, o momento não é para efetivação, e muito menos para contratação de um ídolo, pensem, queimar um ídolo? Seria válido? Qual o preço estaríamos dispostos a pagar por um possível mau rendimento, a 'queda' de um ídolo?

2 Comentários até agora.

  1. Mauro escreveu:

    Tem toda razão kamers...

    O jorginho vem tendo bons resultados, futebol é resultado, mas não é hora pra efetivação... não depois de vencer avaí e naútico, último e penúltimo colocados bo BR09...

    Acho que ele pode sim ser um bom futuro para o Palmeiras, mas no momento precisamos de um técnico com mais bagagem....

    E queimar um ídolo? nem pensar... Já hostilizam o leão o bastante...

  2. Washington escreveu:

    Não vejo diferença do Jorginho para os outros q estão disponiveis no mercado!

    E chega de pagar salario alto para tecnico, eles não são tão importantes assim!

    Um bom texto sobre isso esta no 3VV, deem uma olhada.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação