Momento de lucidez?


Passeando pelos blogs da vida, entrei no Blog do Paulinho.
E me deparo com o seguinte post:


Claro, me espantei e resolvi ler, o texto foi escrito por Juca Kfouri, o 'trouxa', para a FOLHA DE SÃO PAULO. O texto tem seus altos e baixos, mas vale a pena.

O Palmeiras está em vias de eleger um presidente que será terrível para os demais

NA PRÓXIMA segunda, o Palmeiras caminha para eleger o economista Luiz Gonzaga Belluzzo como seu novo presidente.

Corintianos, são-paulinos e santistas que torçam pela vitória da oposição, que significará a volta de Mustafá Contursi e sua gente ao comando alviverde.

Porque, se Belluzzo vencer, algo de realmente novo acontecerá no cenário do futebol brasileiro, algo que associado à força da nação palmeirense e sua história de lutas e glórias poderá significar uma nova hegemonia -e sob uma nova roupagem, a da inteligência associada à ética e aos bons costumes.

Eleito poucos anos atrás como um dos cem economistas heterodoxos mais importantes do século 20 e Intelectual do Ano, o professor Belluzzo também é capaz de substituir sua racionalidade e doçura pela paixão que o futebol desperta, a ponto de trocar socos com torcedores uruguaios num jogo do Palmeiras em Montevidéu.

Mas é incapaz de, por exemplo, pisotear a decência para vencer um jogo ou ganhar um título. Pode até, e já aconteceu, comprar uma causa perdida em nome de sua agremiação, mas sempre em seu prejuízo, nunca no da sociedade.

Se um dia Telê Santana desabafou ao dizer que futebol não é coisa para gente séria, um verdadeiro paradoxo e um paradoxo verdadeiro para quem era sério e viveu sua vida toda no futebol, o professor Belluzzo será mais um estranho no ninho, embora conheça bem o ninho.

Ele é daqueles torcedores que no poder ou fora não abandonam suas cores e que são incapazes de tirar o que seja deles, ao contrário, são de se sacrificar pelo seu sucesso.

Intelectual independente, capaz de ser conselheiro de Lula e amigo de José Serra ao mesmo tempo e de ser sócio de Mino Carta, ferrenho crítico do governador paulista, na revista “Carta Capital”, Belluzzo não romperá com o status quo nem afrontará a CBF como gostaria -e seria de bom alvitre-, pois não é de seu estilo.

Mas será uma voz que tanto o presidente da República quanto o governador deverão ouvir, agora sobre as mazelas do futebol.

E trará uma nova visão das coisas, por mais que tenha de conviver com os interesses conflitantes de uma Traffic ou com a simulação de eficiência de seu atual treinador, além das inúmeras contradições do “Muda, Palmeiras”.

Belluzzo na presidência tem potencial para ser para o Palmeiras o que Pelé foi para o Santos, o que Rogério Ceni é para o São Paulo e o que os corintianos sonham que Ronaldo venha a ser.

Por isso, não-palmeirenses, torçam contra ele.


Faltam 4 dias para as eleições e termos um dos maiores Presidentes da história da Sociedade Esportiva Palmeiras. Viva esse momento, Palmeirense. Por isso, diga:


Pelo bem do Palmeiras e do Palmeirense.

4 Comentários até agora.

  1. Clauber Michel escreveu:

    BELLUZZO SIM, SIM e SIM...

  2. ®icardo_DFT® escreveu:

    Poxa, dá até impressão que o Juca é palmeirense, se eu ainda tinha alguma dúvida, já não tenho mais nenhuma: "É B E L L U Z Z O PRESIDENTE E P A L M E I R A S ATÉ MORRER!!!!!!!!!"

  3. ®icardo_DFT® escreveu:

    Já não há mais dúvidas : "É B E L L U Z Z O PRESIDENTE E P A L M E I R A S ATÉ MORRER!!!!!!!!!"

    "VAMOS COM BELLUZZO FAZER DO PALMEIRAS DA ATUALIDADE O MAIOR E MAIS VENCEDOR PALMEIRAS DE TODOS OS TEMPOS"

    """" F O R Z A P A L E S T R A """"

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação