Divino da Guia


Reservaremos um minuto da sua atenção para falar de um dos maiores, senão o maior, craque e ídolo do verdão, Ademir da Guia: O Divino!

Filho de jogador, zagueiro, o Divino ganhou destaque por sua grande habilidade, alguns dizem que todo jogador tem altos e baixos durante as partidas e a carreira, menos Ademir da Guia que conseguia a proeza de jogar bem TODAS as partidas.

Começou a carreira nas categorias de base do Ceres, entre os anos de 1952 e 1956, foi ao Bangu de 1960 a 1961 quando finalmente chegou ao glorioso Palestra, então ficou de 1962 a 1984, 12 anos prestando serviço ao Palmeiras. Marca a se orgulhar, Marcos hoje repete o feito e se torna outro grande ídolo por sua paixão e qualidade prestado à Sociedade Esportiva Palmeiras.

Nesses 12 anos, foram:
- Aproximadamente 901 partidas pelo Palmeiras das suas 980 partidas oficiais.
- 153 gols pelo Palmeiras dos seus 165 na carreira.
- Jogou 12 partidas pela seleção e não marcou nenhum gol.
- Foram 17 títulos.

O nosso muito obrigado ao Divino, e que muitos outros se espelhem no exemplo do Ademir dentro de campo, jogador com paixão ao clube.

Adicionar novo comentário

Devido a comentários sem educação, aguarde a moderação